Notícias
/
NOTÍCIAS
Será que eu preciso mesmo de um seguro de vida?
Será que eu preciso mesmo de um seguro de vida?

Entre tantas opções de seguros que existem em bancos é sempre difícil escolher qual contratarmos. Porém, é preciso pensarmos nos que valem a pena e nos que garantem uma estabilidade financeira. Não apenas para nós, mas aos nossos familiares também. 

 

Como a morte não está exatamente ligada à idade e como não temos controle sobre o que vai acontecer conosco no futuro, é importante pensar de que forma que um Seguro de Vida pode contribuir com a tranquilidade financeira da nossa família, caso algo pior aconteça. 

 

Diferente de outros produtos financeiros, como a previdência privada e a poupança, que são de valores acumulados, o seguro de vida é uma proteção financeira. Além do mais, não depende da quantidade de parcelas pagas. Por isso, caso você se engasgue com uma ervilha 2 meses após iniciar o pagamento da indenização, sua família estará garantida financeiramente. 

 

É necessário pensar em um seguro de vida como um apoio financeiro à sua família para possíveis perdas ou por uma invalidez total. Afinal, imagine em um momento tão difícil, que é a perda de um familiar, ou um acidente que ocasione invalidez de um ente, seus familiares ainda precisarem se preocupar com problemas de dinheiro? 

 

Existem diversos tipos de seguros de acordo com a sua escolha. Um deles oferece uma segunda opinião médica internacional, em casos de doenças graves, dos melhores hospitais dos EUAs; Planos para cada fase da vida; Planos de seguro de vida para mulheres, que oferecem assistência à saúde da contratada. Além do mais, existem seguros em que é possível resgatar até 2 mil vezes o valor da mensalidade.

 

Por isso, ao pensar se você realmente precisa de um seguro de vida é importante lembrar que ele diminui o impacto financeiro que essas ocorrências podem trazer e de que se trata de um planejamento para uma proteção no presente e no futuro para seus familiares. 
 

RECOMENDAMOS